10 alimentos para comer bem e viver melhor


10 alimentos para comer bem e viver melhor

Atualmente, existe uma preocupação por grande parte da população em comer bem e viver melhor. Portanto, consumir mais frutas, legumes, grãos, carnes magras e produtos integrais irão contribuir para uma alimentação saudável e consequentemente uma vida melhor.
Uma boa alimentação também auxilia na prevenção de doenças, tornando tratamentos mais eficazes e favorecendo o paciente com uma recuperação mais rápida. Além de fazer bem para a pele, cabelos e unhas.

Comer bem e viver melhor

A natureza nos fornece uma série de alimentos e cabe a nós escolhermos as melhores opções para atender as necessidades do nosso organismo.

1 – Aveia

Ajuda a diminuir o colesterol ruim, o LDL. Ganhou o selo de redutor do risco de doenças cardíacas da FDA, agência americana de controle de alimentos e remédios.

2 – Soja

O consumo de soja traz benefícios para as mulheres que sofrem com os desconfortos da menopausa, principalmente os calores repentinos. Além dos produtos à base de soja (iogurtes, leite, queijo), experimente acrescentar os grãos de soja à salada.

3 – Castanha-do-pará

Assim como noz, pistache e amêndoa, auxilia na prevenção de problemas cardíacos. Também ganhou o selo de redutora de doenças cardiovasculares da FDA.

4 – Couve-flor

A ingestão diária de ½ xícara (chá) de couve-flor ajuda a reduzir os riscos de tumores nas mamas. Isso porque o vegetal contém substâncias que reduzem o nível do hormônio estrogênio, associado ao surgimento do câncer.

5 – Azeite de oliva

Auxilia na redução do LDL. Sua ingestão no lugar de margarina ou manteiga pode reduzir em até 40% o risco de doenças do coração.

6 – Maçã

Ajuda a prevenir tumores malignos. O consumo regular de frutas variadas auxilia na redução de doenças cardíacas e da pressão sanguínea, além de evitar doenças oculares como catarata.

7 – Peixe

Os peixes ricos em ômega 3, como a sardinha, o bacalhau e o salmão, são poderosos aliados na prevenção de infartos e derrames. Estudos indicam também que reduzem dores de artrite, melhoram a depressão e protegem o cérebro contra doenças como o mal de Alzheimer.

8 – Banana

É uma das melhores fontes de potássio, responsável por manter a pressão sanguínea sob controle e é importante para os músculos, evitando as cãibras. Protege de doenças cardíacas ao evitar o acúmulo de placas de gordura nas artérias.

9 – Alho

Reduz a pressão arterial e protege o coração ao diminuir a taxa de colesterol ruim e aumentar os níveis do colesterol bom, o HDL. Pesquisas indicam que pode ajudar na prevenção de tumores malignos.

10- Mel

Além de adoçante natural, o mel também ajuda nosso corpo a se defender das infecções provocadas pelas bactérias. Um copo de leite morno adoçado com 2 colheres (sopa) de mel antes de dormir ajuda a ter uma boa noite de sono.

Como anda a sua alimentação e a sua saúde?!
Entre em contato pelo WhatsApp   www.bit.ly/contatoclinipop  e agende a sua consulta.

RT: DR REMULO ORLANDO – CRM: 16811

O inverno e a pele

O inverno chegou e com ele a nossa pele sofre com o ressecamento. Basta chegar o friozinho para nossa pele sofrer com o vento e a queda de temperatura.

Você pode até gostar bastante desse clima para ficar em casa, embaixo das cobertas, mas a verdade é que junto com o inverno, chegam as temperaturas mais baixas, ventos frios e clima seco, ou seja, fatores que favorecem a perda da umidade natural do corpo. Sobretudo, nessa época do ano, não consumimos tanta água e tomamos banhos mais quentes e essas são exemplos de atitudes que levam a um incômodo enorme para o corpo, ou seja, o ressecamento da pele.

Os banhos quentes ressecam a pele porque eles retiram a gordura natural dela. Contudo, vale destacar que, a gordura é um dos fatores que ajudam na proteção da pele e manutenção da hidratação.

A importância da hidratação no inverno

A pele hidratada ajuda a prevenir o surgimento de coceira, descamação e dermatites.  Mesmo pacientes com maior produção de sebo devem manter os cuidados. Às vezes, é necessário fazer ajustes no tratamento dermatológico de acordo com a estação, porém, sempre atendendo às necessidades daquele corpo, a fim de não agravar outros problemas.

Outras dicas sobre hidratação:

  • Beba, no mínimo, dois litros de água por dia;
  • Evite banhos muito quentes e demorados.
  • Use hidratantes específicos para o seu tipo de pele logo após o banho, esse é um dos melhores momentos para maior absorção do produto.

Entre em contato pelo WhatsApp   www.bit.ly/contatoclinipop  e agende a sua consulta com a nossa Dermatologista.
RT: DR REMULO ORLANDO – CRM: 16811

Como escolher o tamanho da prótese de silicone?

A cirurgia de prótese de mama é a cirurgia plástica mais realizada no Brasil e no mundo. O aumento das mamas melhora muito a autoestima das mulheres, fazendo com que se sintam melhores vestidas e mais confiantes no dia a dia.

Durante os últimos anos as próteses têm evoluído muito, e estão cada vez mais resistentes e duradouras. As próteses que antigamente tinham um “prazo de validade” de dez anos já não o têm mais, sendo possível acompanhá-las por exames de rotina por um longo período.

 

Primeiramente, você quer ter uma mama mais natural ou um decote mais marcado? Existem dois formatos de prótese de silicone, as redondas e as anatômicas (ou em gota). As mais utilizadas em cirurgia estéticas são as redondas, que deixam a parte superior da mama mais cheia e marcam mais o decote. Se você prefere resultados mais naturais, é possível utilizar as anatômicas ou associar uma prótese redonda ao enxerto de gordura, também chamada de cirurgia mamária híbrida.

Como Escolher o Tamanho das Minhas Próteses?

O tamanho da prótese é escolhido em conjunto com a paciente, baseado em seus desejos e nas medidas do tórax e mamas obtidas durante o exame físico. Não existe nenhuma fórmula mágica, mas temos que respeitar alguns conceitos médicos para obtenção de resultados mais seguros e duradouros.

3 Dicas para Escolher o Tamanho da Prótese de Silicone

A seguir comentamos 3 dicas para ajudar a escolher o tamanho da prótese de silicone:

  1. Não escolha um determinado volume só porque sua amiga colocou. Saiba que as características de seu tórax e de suas mamas podem ser muito diferentes dos dela. Por isto, a comparação entre amigas do volume utilizado acaba tendo pouco valor, pois nem sempre a prótese de outra pessoa é a melhor para você.
  2. Pense a longo prazo. As próteses irão lhe acompanhar não por um ano, mas por muitos anos. Quanto maior o volume do implante, mais rápido você irá perder o resultado da cirurgia.
  3. Tenha bom senso: o tamanho da prótese deve ser definido com bom senso, respeitando-se os limites impostos pelas características do seu tórax e dos tecidos da sua mama.

Entre em contato pelo WhatsApp   www.bit.ly/contatoclinipop  e agende a sua consulta com o nosso Cirurgião Plástico.

 

RT: Dr Remulo Orlando CRM 16811

Pare e respire!

Você sabia que o Brasil está entre os dez países no mundo com maior número de pessoas que sofrem com ansiedade e depressão? Isso sem falar do estresse e do cansaço mental que muitos de nós estamos enfrentando por estarmos isolados há mais de um ano.

a atividade física é uma grande aliada para combater transtornos mentais, pois estimula a produção de substâncias no organismo que melhoram o humor, ajudam a relaxar e trazem bem-estar. Além do exercício, algo muito simples, que você faz o tempo todo automaticamente, sem prestar atenção, pode ajudar a combater o estresse e a ansiedade: respirar

Sim, quando falamos de respiração consciente, há muitos benefícios. Confira:

Reduz o estresse;

Promove relaxamento mental e corporal;

Desenvolve a concentração e o foco;

Diminui a pressão arterial;

Promove alívio dos sintomas de ansiedade;

Traz calma na tomada de decisões;

Aumenta a sensação de paz e equilíbrio;

Promove melhor qualidade do sono..

 

 

RT: Dr Remulo Orlando CRM 16811

 

Você come as suas emoções?

A primeira função da comida é nutrir – ou seja, fornecer ao organismo os nutrientes que ele precisa para funcionar bem. Mas, para além disso, o ato de comer envolve valores sociais e ritualísticos. E, como todo hábito, o comportamento alimentar é aprendido. Ora, se desde cedo fôssemos habituados a comer somente em função da necessidade de energia e nutrientes, talvez não tivéssemos tanto problema com o peso.

A questão é que os sentimentos de ansiedade, tristeza, estresse, raiva ou culpa não desaparecem depois que comemos. Podemos até sentir um alívio durante o consumo dos alimentos, mas, em seguida, vem a frustração e a sensação de fracasso.  Ainda assim, associar a comida a um alívio imediato para os problemas emocionais pode ficar “programado” no cérebro.

Identificar o que dispara o desejo de comer – além do motivo fisiológico, da necessidade orgânica – e investigar a relação com os alimentos são os primeiros passos para fazer as pazes com a comida e as nossas emoções.

 

No fim das contas, a saúde também sai protegida. Afinal, estudos associam uma alimentação por razões emocionais ao descontrole alimentar. E quem come por emoção fica mais propenso ao excesso de peso e de gordura corporal, além de apresentar maior tendência à escolha de alimentos ricos em carboidratos.

A fome emocional aparece de repente. Normalmente, quando comemos por emoção, buscamos um tipo específico de alimento, que é aquele “confortante”.  Já a fome fisiológica surge gradualmente. Para ficarmos satisfeitos, precisamos de uma refeição (ou lanche) completa e variada.

 

RT: Dr Remulo Orlando CRM 16811

Lockdown e a saúde mental

Em meio ao lockdown, mais adaptações nas rotinas são feitas. Ao mesmo tempo em que a vida continua, o medo e a incerteza ainda estão presentes após um ano de pandemia. A medida protege a saúde física, mas é preciso dar atenção à saúde mental durante mais um período em casa.

O fato de já ter acontecido um lockdown anteriormente pode ser um fator reconfortante para alguns, por já saberem lidar com a situação, como também pode ser desesperador, dependendo da experiência vivida no ano passado.

Algumas dicas de atividades para realizar durante o lockdown:

Exercícios físicos: O distanciamento social não é desculpa para ser sedentário. É possível fazer atividades físicas em casa mesmo com elásticos, sacos de alimentos entre outros.

Os exercícios são uma ótima forma de combater doenças como a hipertensão, diabetes – fatores de risco da Covid-19 – e ajudam a reduzir a ansiedade e melhora o humor. Dessa forma, é importante criar uma rotina de atividades físicas e usar a criatividade para manter o corpo em movimento em casa.

Alimentação saudável: a alimentação de forma saudável é fundamental para superar a pandemia. Através de uma dieta equilibrada é possível evitar o ganho de quilos extras e também garantir uma boa imunidade para o corpo.

Assim, é importante dar preferência a alimentos naturais como frutas, verduras e vegetais e cereais, além de beber muita água. Dessa maneira, pode-se evitar os refrigerantes, os pratos gordurosos e os doces.

Outra dica é procurar auxílio de uma nutricionista – até de forma online – para montar uma dieta adequada às necessidades do seu corpo.

Ouvir música: sabe aquela playlist que anda meio esquecida? Então, é hora de dar “play”  e aproveitar para relaxar enquanto escuta as músicas do seu gosto e do seu artista favorito. Dessa forma, também é possível descobrir novas possibilidades e outros artistas do seu ritmo preferido.

Maratonas de séries: uma outra forma de aproveitar o tempo durante o lockdown em casa é escolher e maratonar séries ou assistir a filmes. Há diversas opções para ajudar a passar esse período de maneira mais leve.

Boa higiene: mesmo dentro de casa é fundamental não descuidar da higiene em tempos de Covid-19. A doença, que possui um alto poder de contaminação, pode colocar em risco a saúde de famílias inteiras.

Se precisar sair para comprar alimentos, ou ir à farmácia, é essencial usar máscara sempre ao sair e levar consigo o álcool gel para higienizar as mãos na rua. Já em casa, é importante lavar bem as mãos ao retornar. Assim, você se protege e também os parentes e amigos à sua volta.

RT: Dr Remulo Orlando CRM 16811

Dores nas articulações? Pode ser Bursite!

Bursite é a inflamação da bursa, pequena bolsa contendo líquido que envolve as articulações e funciona como amortecedor entre ossos, tendões e tecidos musculares. A bursite ocorre principalmente nos ombros, cotovelos e joelhos.

Os sintomas mais comuns da bursite são:

  • Dor;
  • Edema (inchaço);
  • Inflamação;
  • Restrição de movimento.

Entre as causas da bursite destacam-se:

  • Traumatismos;
  • Infecções;
  • Lesões por esforço;
  • Uso excessivo das articulações;
  • Movimentos repetitivo;
  • Artrite (inflamação das articulações);
  • Gota (depósito de cristais de ácido úrico nas articulações).

O tratamento de bursite deve ser feito sob orientação médica e inclui o uso de anti-inflamatórios, relaxantes musculares, aplicações de gelo e redução dos movimentos na área afetada. Exercícios fisioterápicos podem ajudar, desde que orientados por profissionais especializados.

 

Entre em contato pelo WhatsApp   www.bit.ly/contatoclinipop  e agende a sua consulta com o nosso Ortopedista.

 

Alimentação Infantil

São muitos os fatores que levam a criança a se desenvolver de forma integral e a alimentação é um deles. Para isso, é necessário que ela tenha oportunidade de receber uma alimentação variada, nutritiva e saudável. Alimentos industrializados devem ser evitados a todo custo.

Quando o assunto é alimentação saudável para as crianças, muitas são as dificuldades alegadas pelas famílias contemporâneas. A falta de tempo e até de intimidade com a cozinha e o universo nutricional são as principais queixas, até porque a correta nutrição infantil requer tempo, atenção, paciência, persistência e criatividade.

De forma geral, a alimentação das crianças deve ser, variada, colorida, saborosa, segura, que contenha todos os nutrientes essenciais para promover uma adequada qualidade de vida.

Os pais devem incentivar o consumo dos alimentos rejeitados e mostrar a importância para manutenção da saúde aos pequenos. E devemos lembrar, os adultos são exemplos para as crianças. Uma má alimentação, além de causar prejuízos imediatos como atraso no desenvolvimento e/ou falta de nutrientes, pode deixar sequelas para vida adulta, como obesidade, diabetes, hipertensão entre outras doenças crônicas.

Os pais devem se preocupar diariamente em dar o exemplo para seus filhos, em todos os âmbitos. Considerando que a alimentação também é um aspecto do comportamento que deve ser formado, não se deve subestimar o poder do exemplo. A criança observa desde muito cedo todas as atitudes dos pais e daqueles com quem convive mais de perto, e tende a imitá-las.

Por falta de tempo, muitos pais cedem às facilidades do mundo contemporâneo e expõem seus filhos, cada vez mais cedo, aos enlatados, congelados e ao fast-food. Reinam os sucos de pozinho, salgadinhos, biscoitos recheados e refrigerantes, alimentos ricos em açúcar, sódio, aromatizantes e corantes, que predispõem as crianças ao desenvolvimento de alergias alimentares, obesidade e severos distúrbios de digestão e até de compulsão alimentar.

Alimentação saudável é qualidade de vida, cuide da alimentação dos seus pequenos.

Entre em contato pelo WhatsApp   www.bit.ly/contatoclinipop e agende a sua consulta com a nossa Pediatra.

 

Menopausa

A menopausa é um evento fisiológico e normal da vida mulher que ocorre por volta dos 50 anos de idade e é caracterizada pela suspensão definitiva da menstruação. Isso significa que ela esgotou seu estoque de óvulos, que foram liberados desde a puberdade, mês a mês, ao longo de 30, 35 anos.

A partir deste momento, os ovários param de produzir os hormônios do ciclo menstrual, estrogênio e progesterona, época da vida denominada de climatério.

Os sintomas que marcam a entrada no climatério são semelhantes aos de uma TPM, só que acentuada e prolongada. Na TPM, a sensação de inchaço no corpo e mamas, as dores fortes de cabeça ou enxaquecas, as alterações de humor (nervosismo, irritação, tristeza profunda e mesmo depressão) podem manifestar-se ao longo de até quinze dias antes da menstruação. Do meio para o fim do climatério são comuns, ainda, a irregularidade nos ciclos e a variação do fluxo menstrual.

Quais os tratamentos para a paciente?

O tratamento para mulheres na menopausa que podem ajudar na melhora dos sintomas podem ser divididos em medicamentosos e comportamentais. As pacientes se beneficiam bastante de mudança no estilo de vida como alimentação saudável, pratica regular de exercícios físicos ou início de determinado tipo de hobby, diminuição de peso, cessação de tabagismo ou abuso de álcool.

O tratamento medicamentoso depende muito dos sintomas que a paciente relata, porém ele pode ser realizado com auxílio de reposição hormonal, antidepressivos, fitoterápicos e cremes vaginais, tanto hormonais quanto lubrificantes, que diminuem o ressecamento local.

Recomendações

  • Não considere que depois da menopausa a mulher está dispensada do acompanhamento ginecológico que deve continuar sendo feito com regularidade;
  • Cuide da alimentação e evite ganhar peso;
  • Evite a ingestão de álcool e não fume;
  • Encontre tempo para a prática diária de atividade física, além de ser importante para o bem estar físico, ela é fundamental para o controle da pressão arterial, prevenir a osteoporose e doenças cardiovasculares e atenuar as alterações do humor.

    Entre em contato pelo WhatsApp   www.bit.ly/contatoclinipop e agende a sua consulta com a nossa Ginecologista.

Postectomia, qual a indicação?

A Postectomia é o procedimento conhecido como circuncisão, que corrige casos de fimose patológica. É a cirurgia realizada para retirar o prepúcio, ou seja, a pele que recobre a glande do pênis.

A Postectomia é indicada para homens em geral que tenham fimose patológica, causada pelo crescimento excessivo da pele que cobre a ponta do pênis. Ela já pode ser feita no nascimento, o que resulta em uma recuperação mais rápida. Contudo, há pais que deixam para realizar a cirurgia entre os 7 e 10 anos de idade, que é uma faixa muito indicada, o objetivo é prevenir o aparecimento de doenças relacionadas com a presença de fimose

Segundo alguns estudos, calcula-se que menos de 5% dos bebés recém-nascidos apresentem prepúcio totalmente retrátil quando nascem. A fimose patológica acontece devido a lesões inflamatórias ou traumáticas do prepúcio, que originam a formação de tecido cicatricial.

 

As principais indicações são:

  • Impossibilidade de expor a glandeem decorrência do anel prepucial para higiene durante o banho,
  • Dor durante a ereçãocausada pelo anel que impede a exposição completa da glande e
  • As infeções locais repetidas, chamada de balanopostites,
  • Infecções de repetição na infância,

A realização desse procedimento possui alguns benefícios para saúde masculina, como por exemplo:

 

  • Maior facilidade para realização da higiene íntima, retirando completamente o esmegma, que é uma secreção que fica acumulada entre a pele e a glande;
  • Diminuição do risco de infecção genital;
  • Diminuição do risco de infecção urinária;
  • Prevenção do câncer de pênis;
  • Diminuição do risco de doenças sexualmente transmissíveis, como HPV e HIV, por exemplo, no entanto a realização da cirurgia não isenta a necessidade de usar camisinha em todo contato íntimo para ficar completamente protegido das DSTs.

 

Como é feita a cirurgia de postectomia

O procedimento cirúrgico consiste na retirada da pele que recobre a glande (prepúcio) e sutura da pele do pênis na mucosa abaixo da glande. A cirurgia é bem simples, demora de 15 a 30 minutos e não requer internação hospitalar. O pós-operatório também é muito tranquilo e dificilmente, quando a cirurgia é bem executada, ocorrem complicações no período pós-operatório, como inchaço do pênis, infecções e hematomas.

A qualquer sinal de alguma alteração no prepúcio ou incômodo e dor na glande, independente da idade procure um urologista de confiança. A postectomia é um procedimento simples realizado na própria CliniPop. Entre em contato pelo WhatsApp  ww www.bit.ly/contatoclinipop e agende a sua consulta.