COVID-19: Testes rápidos, o que preciso saber?


COVID-19: Testes rápidos, o que preciso saber?

A COVID-19 é a doença causada pelo coronavirus que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves.

Os testes rápidos servem de apoio para avaliar o estado imunológico de pacientes que apresentam ou apresentaram sintomas respiratórios ou tiveram contato com pessoas infectadas.

São  disponibilizados no mercado, 2 tipos de testes rápido, o de antígeno e o de anticorpos. Sendo o primeiro capaz de indicar quando o paciente está infectado com o novo coronavirus, porém, este teste deve ser realizado a partir do 10º dia de sintomas, este teste é capaz de detectar proteínas do vírus na fase de infecção. Já o teste de anticorpos, é capaz de identificar uma resposta imunológica do corpo em relação ao vírus, ou seja, identifica se o paciente já teve contato com o novo coronavirus.

 

É necessário em média de 30 minutos para a divulgação do resultado e assemelha-se bastante com um teste de gravide comercializados em farmácias, mesmo sendo de fácil interpretação, os resultados devem ser analisados por um profissional da saúde, que levará em conta também todo o histórico clínico do paciente.

Aqui na CliniPop estamos disponibilizando alguns testes para a pré venda, são testes com a certificação da ANVISA, com alta confiabilidade e realizados com toda segurança e descrição.

Para reservar o seu teste, entre em contato com a CliniPop, pelo WhatsApp: ww www.bit.ly/contatoclinipop

Neste período de pandemia, estamos também com a modalidade de telemedicina e atendimento clínico domiciliar, levando atendimento de qualidade para o conforto da sua casa. Entre em contato com a gente e #ficaemcasa

MITOS E VERDADES SOBRE O COVID-19

O assunto do momento é o novo coronavirus, muito tem se falado deste novo vírus e não é para menos, esta pandemia atingiu mais de 50 países e o Brasil não ficou de fora. Por isso, estamos aqui para esclarecer alguns mitos e verdades, com o intuito de cada vez mais levar informação, conscientização e apoio aos nossos pacientes, seguidores e colaboradores. Então vamos lá:

1 – Itens como luvas e máscaras nos protegem da transmissão da doença?

Verdade. O uso da máscara só é recomendado para pacientes com casos confirmados e para aqueles com suspeita da doença. Profissionais de saúde devem usar a máscara N-95, enquanto para os pacientes a máscara é a cirúrgica simples. A recomendação para prevenção é descartar as máscaras a cada 4 horas quando em ambientes externos. Dentro de casa, o uso da mesma máscara deve se manter até que ela fique úmida ou suja.

Máscara coronavirus goianira

 

2 – Pessoas com máscaras podem contrair o Coronavírus?

Verdade. A máscara protege contra a doença, mas não a evita. Existem outras formas de contrair o Coronavírus mesmo estando de máscara. A principal forma de contágio é através do ar, quando a pessoa contaminada tosse ou espirra, espalhando o vírus. Outra forma é o contato das mãos em superfícies contaminadas em até 24 horas após a eliminação do vírus, por isso é importante evitar tocar olhos, nariz e boca sem higienização adequada das mãos. A lavagem das mãos deve ser feita com água e sabão, além do uso de álcool em gel ou álcool 70%. Além da palma da mão, a lavagem deve incluir o dorso, entre os dedos e o pulso.

3 – A taxa de mortalidade do novo Coronavírus é maior do que a de outras manifestações do vírus?

Mito. De acordo com estudo realizado pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças (CCDC), a taxa geral de mortalidade do Coronavírus é de 2,3%. Em pessoas com mais de 80 anos chega a 14,8%. Em comparação a outros coronavírus já registrados, como a síndrome respiratória aguda grave (Sars) e a síndrome respiratória do Oriente Médio (Mers), o novo Coronavírus não é tão mortal. A taxa de mortalidade do Sars era de 10% e a da Mers em torno de 20% a 40%. No entanto, o nível de transmissão do novo Coronavírus é maior.

4 – Existe um exame capaz de detectar a existência do Coronavírus no corpo humano?

Verdade. É possível fazer o diagnóstico laboratorial específico para Coronavírus, através da detecção do genoma viral. Além disso, com a investigação clínico-epidemiológica se avalia histórico de viagem para o exterior ou contato próximo com pessoas que tenham viajado para fora do país.

5 – Cães e gatos podem transmitir a doença?

Mito. Não há evidências de que animais domésticos podem ser via de transmissão do Coronavírus, mas se recomenda sempre lavar as mãos após brincar com os pets.

Coronavirus Goianira

6 – Existe vacina contra o novo vírus?

Mito. Assim como não há vacina, também não há tratamento específico. Tem sido indicado repouso, consumo de líquidos, alimentação saudável e algumas medidas para aliviar os sintomas, como medicamentos para dor e febre. No caso de febre persistente, o indicado é procurar o serviço médico.

7 – Os sintomas são parecidos com o de um resfriado comum?

Verdade. Em caso de febre, tosse e dificuldade para respirar, é preciso ficar alerta. Em alguns casos, também há complicações respiratórias, podendo evoluir para pneumonias.

Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.

 

Devido a pandemia, nós da CliniPop acatamos a determinação do Conselho Federal de Medicina e suspendemos todos os atendimentos eletivos, mas com o intuito de não deixar a população desassistida, lançaremos um sistema de TELEMEDICINA, onde será disponibilizado médicos para atendimentos remotos via videoconferência para avaliação de pacientes.

Ao sentir qualquer sintoma não deixe de marcar seu atendimento remoto. Os agendamentos serão feitos pelo WhatsApp:  ww www.bit.ly/contatoclinipop

 

clinica popular goianira