COVID-19: Testes rápidos, o que preciso saber?


COVID-19: Testes rápidos, o que preciso saber?

A COVID-19 é a doença causada pelo coronavirus que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves.

Os testes rápidos servem de apoio para avaliar o estado imunológico de pacientes que apresentam ou apresentaram sintomas respiratórios ou tiveram contato com pessoas infectadas.

São  disponibilizados no mercado, 2 tipos de testes rápido, o de antígeno e o de anticorpos. Sendo o primeiro capaz de indicar quando o paciente está infectado com o novo coronavirus, porém, este teste deve ser realizado a partir do 10º dia de sintomas, este teste é capaz de detectar proteínas do vírus na fase de infecção. Já o teste de anticorpos, é capaz de identificar uma resposta imunológica do corpo em relação ao vírus, ou seja, identifica se o paciente já teve contato com o novo coronavirus.

 

É necessário em média de 30 minutos para a divulgação do resultado e assemelha-se bastante com um teste de gravide comercializados em farmácias, mesmo sendo de fácil interpretação, os resultados devem ser analisados por um profissional da saúde, que levará em conta também todo o histórico clínico do paciente.

Aqui na CliniPop estamos disponibilizando alguns testes para a pré venda, são testes com a certificação da ANVISA, com alta confiabilidade e realizados com toda segurança e descrição.

Para reservar o seu teste, entre em contato com a CliniPop, pelo WhatsApp: ww www.bit.ly/contatoclinipop

Neste período de pandemia, estamos também com a modalidade de telemedicina e atendimento clínico domiciliar, levando atendimento de qualidade para o conforto da sua casa. Entre em contato com a gente e #ficaemcasa

Exames da mulher – Do início da vida ao pré-natal.

Nossa saúde demanda diversos e diferentes cuidados durante a vida. Conscientiza-se as mulheres a realizar exames periódicos para o mapeamento, prevenção e diagnóstico de diversas patologias.

A seguir listamos os principais exames que devem ser realizados pelas mulheres durante a vida de acordo com a faixa etária.

 

Durante toda vida é necessário realizar a dosagem de diversos elementos presentes no nosso corpo, por isso alguns exames são de tamanha importância, são eles:

Hemograma

Avalia quantidade, volume e funcionamento de diversas células. É o hemograma também que detecta anemias, suspeitas de infecções e até de patologias mais sérias.

Glicemia de jejum

É o medidor de glicose no sangue, onde investiga-se a diabetes ou pré-diabetes.

Perfil Lipídico

É o exame de mede as taxas dos tipos de colesterol e triglicerídeos, fazendo assim uma pesquisa de possíveis doenças cardiovasculares.

TGO e TGP

São exames que visam o funcionamento hepático e a pesquisa de algumas condições como hipotireoidismo, pancreatite, entre outras.

Creatinina e Ureia

A dosagem dessas substâncias é imprescindível para avaliar o funcionamento renal e detectar problemas como cálculo renal, entre outros.

TSH, T4 LIVRE e T3

São dosagens dos hormônios da tireóide, ou seja, detectam problemas como hipertireoidismo e hipotireoidismo.

Exame de urina

É útil para a avaliação dos rins e vias urinárias. Através da urina é possível também analisar as proteínas, leucócitos e outros.

A partir da adolescência ou ao iniciar a vida sexual é necessário a realização de diferentes exames, para avaliar o desenvolvimento e saúde dos órgãos reprodutores.

Exame pélvico e de mamas

É o exame clínico realizado durante a consulta ginecológica, que por meio visual e de apalpação pode-se avaliar o colo do útero e possíveis alterações nas mamas.

Papanicolau ou preventivo

Consiste na raspagem do colo do útero para análise. Através deste exame é possível detectar DST’s e possíveis lesões a se transformarem em câncer de colo de útero, por isso, a importância de ser realizado periodicamente.

Ultrassonografia Transvaginal

É através deste exame que se torna possível a avaliação do útero, tubas uterinas e ovários.

 

Ao planejar uma gravidez, é importante a realização de exames para mapear possíveis doenças que podem prejudicar o desenvolvimento do feto.

 

Tipagem sanguínea

Trata-se da identificação do tipo sanguíneo da mulher (A, B, AB ou O) e do fator Rh (positivo ou negativo).

ANTI RH

Se uma mulher com fator Rh negativo gera um bebê com fator Rh positivo, seu organismo pode desenvolver anticorpos anti-Rh, dando origem a uma incompatibilidade sanguínea chamada eritoblastose fetal.

Embora o risco seja baixo para o primeiro filho (pois a mãe ainda não terá produzido anticorpos), há uma grande chance de que um segundo feto com Rh positivo apresente sequelas graves se não houver tratamento.

Exame de rubéola

O exame detecta se a mulher apresenta imunidade à doença, seja por já ter tido rubéola na infância ou por ter tomado a vacina.

Exame de toxoplasmose

Também indica se a mulher tem imunidade a essa doença, portanto um resultado positivo significa que o organismo produziu anticorpos e não está vulnerável a ter toxoplasmose novamente.

Sorologia para hepatite B e C

As hepatites B e C podem ocorrer de maneira silenciosa e serem transmitidas ao feto sem a mulher saber. Os exames indicam a presença do vírus e a necessidade de tratamento.

Exame de HIV

Em função do risco de transmissão do vírus da AIDS da mãe para o bebê, o exame de HIV indica a necessidade da adoção de medidas que reduzem essa possibilidade, como tratamento com antirretrovirais.

Exame de sífilis

Um resultado positivo para a sífilis permite que a mulher que pretende engravidar e seu parceiro recebam o tratamento e as orientações necessárias para uma gestação mais segura e com menor risco de transmissão do vírus para o bebê.

Os exames de rotina devem ser realizados durante a gravidez, para acompanhar a saúde da mãe durante a gestação.

Exame de citomegalovirose

O exame detecta casos de citomegalovirose, infecção que pode ser transmitida ao feto e pode causar perda auditiva.

Teste oral de tolerância à glicose

É solicitado para mulheres que apresentam fatores de risco para diabetes gestacional (como histórico pessoal e familiar de diabetes, mais de 35 anos, obesidade, síndrome do ovário policístico etc.) ou cuja glicemia em jejum seja igual ou superior a 85 mg/dl.

Exame de fezes

É feito no início da gestação para detectar e tratar possíveis infecções intestinais.

Ultrassom

É o exame que acompanha o desenvolvimento e saúde do bebê, o nível de líquido amniótico, posição da criança e também pode ser realizado para descobrir o sexo do bebê.

 

Ficou curiosa para saber os demais exames necessários para a saúde e bem estar da mulher após a gestação? Não perca o próximo post.

Não deixem de realizar seus exames periódicos, mulher!

Marque já uma consulta com nossa ginecologista, através no WhatsApp: ww www.bit.ly/contatoclinipop

MITOS E VERDADES SOBRE O COVID-19

O assunto do momento é o novo coronavirus, muito tem se falado deste novo vírus e não é para menos, esta pandemia atingiu mais de 50 países e o Brasil não ficou de fora. Por isso, estamos aqui para esclarecer alguns mitos e verdades, com o intuito de cada vez mais levar informação, conscientização e apoio aos nossos pacientes, seguidores e colaboradores. Então vamos lá:

1 – Itens como luvas e máscaras nos protegem da transmissão da doença?

Verdade. O uso da máscara só é recomendado para pacientes com casos confirmados e para aqueles com suspeita da doença. Profissionais de saúde devem usar a máscara N-95, enquanto para os pacientes a máscara é a cirúrgica simples. A recomendação para prevenção é descartar as máscaras a cada 4 horas quando em ambientes externos. Dentro de casa, o uso da mesma máscara deve se manter até que ela fique úmida ou suja.

Máscara coronavirus goianira

 

2 – Pessoas com máscaras podem contrair o Coronavírus?

Verdade. A máscara protege contra a doença, mas não a evita. Existem outras formas de contrair o Coronavírus mesmo estando de máscara. A principal forma de contágio é através do ar, quando a pessoa contaminada tosse ou espirra, espalhando o vírus. Outra forma é o contato das mãos em superfícies contaminadas em até 24 horas após a eliminação do vírus, por isso é importante evitar tocar olhos, nariz e boca sem higienização adequada das mãos. A lavagem das mãos deve ser feita com água e sabão, além do uso de álcool em gel ou álcool 70%. Além da palma da mão, a lavagem deve incluir o dorso, entre os dedos e o pulso.

3 – A taxa de mortalidade do novo Coronavírus é maior do que a de outras manifestações do vírus?

Mito. De acordo com estudo realizado pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças (CCDC), a taxa geral de mortalidade do Coronavírus é de 2,3%. Em pessoas com mais de 80 anos chega a 14,8%. Em comparação a outros coronavírus já registrados, como a síndrome respiratória aguda grave (Sars) e a síndrome respiratória do Oriente Médio (Mers), o novo Coronavírus não é tão mortal. A taxa de mortalidade do Sars era de 10% e a da Mers em torno de 20% a 40%. No entanto, o nível de transmissão do novo Coronavírus é maior.

4 – Existe um exame capaz de detectar a existência do Coronavírus no corpo humano?

Verdade. É possível fazer o diagnóstico laboratorial específico para Coronavírus, através da detecção do genoma viral. Além disso, com a investigação clínico-epidemiológica se avalia histórico de viagem para o exterior ou contato próximo com pessoas que tenham viajado para fora do país.

5 – Cães e gatos podem transmitir a doença?

Mito. Não há evidências de que animais domésticos podem ser via de transmissão do Coronavírus, mas se recomenda sempre lavar as mãos após brincar com os pets.

Coronavirus Goianira

6 – Existe vacina contra o novo vírus?

Mito. Assim como não há vacina, também não há tratamento específico. Tem sido indicado repouso, consumo de líquidos, alimentação saudável e algumas medidas para aliviar os sintomas, como medicamentos para dor e febre. No caso de febre persistente, o indicado é procurar o serviço médico.

7 – Os sintomas são parecidos com o de um resfriado comum?

Verdade. Em caso de febre, tosse e dificuldade para respirar, é preciso ficar alerta. Em alguns casos, também há complicações respiratórias, podendo evoluir para pneumonias.

Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.

 

Devido a pandemia, nós da CliniPop acatamos a determinação do Conselho Federal de Medicina e suspendemos todos os atendimentos eletivos, mas com o intuito de não deixar a população desassistida, lançaremos um sistema de TELEMEDICINA, onde será disponibilizado médicos para atendimentos remotos via videoconferência para avaliação de pacientes.

Ao sentir qualquer sintoma não deixe de marcar seu atendimento remoto. Os agendamentos serão feitos pelo WhatsApp:  ww www.bit.ly/contatoclinipop

 

clinica popular goianira